domingo, 14 de janeiro de 2018

Vídeo do Regional de Turismo 1989

Vamos correr no molhado em 89, de Passat, Voyage, Escort, Chevette...

Vamos voltando de férias! E enquanto não começam a ser divulgados calendário, regulamentos e demais novidades para a temporada, vamos dar uma regredida no tempo até 1989, passar 8 minutos relembrando o disputadíssimo Regional de Turismo, 6ª etapa, em Tarumã... Mais um achado do Gilson Kuenzer.

Assiste aí, abaixo!

Belo passatempo para as férias: vídeos dos bons tempos!

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Sigma P1 fez sua estréia oficial nas 12 Horas de Tarumã! Conheça a barata.

Ta aí o Sigma P1! Estreou nas 12 Horas como um "treino"

Bueno, e ele nasceu! O inovador protótipo Sigma P1 Audi V8 4.2 Turbo de Felipe Bertuol e Jindra Kraucher, o protótipo sem câmbio, made in Araricá/RS usou as 12 Horas de Tarumã como um "treino de luxo" para adquirir quilometragem. Foram 69 voltas ao longo da madrugada e, segundo a equipe, valeu a pena, pois foi possível desenvolver bastante coisa. Fiquem com fotos de alguns detalhes do carro!

Motor Audi 4.2 V8 Turbo

Não tem câmbio! Como? Só diferencial, e motores elétricos para arrancar

Interior da barata

É largo o bicho!

domingo, 17 de dezembro de 2017

Dobradinha da MC Tubarão nas 12 Horas de Tarumã 2017


Dobradinha da MC Tubarão

Foi uma 12 Horas com alternância da liderança entre poucos carros. A maior parte do tempo alternando entre o vencedor, o protótipo Tubarão #32 da classe P2 e o MCR #71 da Satti Racing, tudo foi decidido perto das 10 da manhã, quando o MCR #71 de Daniel Claudino e Ian Ely teve uma quebra de suspensão e perdeu voltas preciosas.

Satti Racing fez excelente trabalho e liderou por muito tempo

Já o Tubarão Turbo #5 de Tiel, Martini e Vianna, que chegou a liderar algumas voltas na primeira hora, teve problemas, perdeu voltas mas conseguiu recuperar-se e completar a dobradinha com o MRX #32 de Mauro Kern, Paulo Sousa e Sérgio Ribas. Apesar o revés, o MCR #71 ainda garantiu a 3ª posição geral e 2º na classe GP1. Outros carros que estavam próximos da liderança até a parte da manhã também tiveram problemas, como o MRX Nissan V6 #27 (quebra de motor) e o Scheer V8 #26 (pegou fogo na saída de box).

Fatos a serem destacados: esta edição teve o menor grid da história das 12 Horas de Tarumã (22 carros), e também desde 2006, salvo engano, um carro que não é da categoria de maior preparação vence a prova.

Classic, última bateria ao cair do sol

Na Classic, Leovaldo Petry venceu com o Gol #310. Veja os resultados:

Resultado 12 Horas

Resultado Classic

Fotos: Niltão Amaral

sábado, 16 de dezembro de 2017

MRX #65 é pole das 12 Horas de Tarumã 2017. Veja o grid.

MRX #65 crava pole das 12 Horas

Com grid aquém do normal, 20 carros foram à pista para definir o grid de largada das 12 Horas de Tarumã 2017. Há mais 2 inscritos, e talvez haja mais algum até a hora da largada.

E desta vez quem levou a melhor foi o MRX #65 dos sul-mato-grossenses Nilson e José Ribeiro, que cravou (salvo engano) a sua primeira pole em 12 Horas de Tarumã, com 1:00.101, seguido do Tubarão #5 e do MCR #71 de Ian Ely e Daniel Claudino. Outro destaque foi o "temporal" do Gol 1.9 de Daniel Elias/Sena Jr, com 1:12.770, muito rápido para um carro de turismo 4 cil. aspirado. Abaixo, os tempos:

Grid das 12 Horas

A Copa Classic fez um treino livre noturno. Veja os tempos:

Niltão e Passat Flecha se adaptando aos pneus radiais

Tempos noturnos Classic

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Tempos do treino livre de quinta das 12 Horas de Tarumã

MRX #65 foi o mais rápido no primeiro dia

Encerrados os treinos de quinta, o primeiro dia de programação das 12 Horas de Tarumã. Por ser o primeiro, e apenas com treinos livres, apenas 17 carros marcaram tempo, tendo 19 inscritos até o momento, porém mais carros devem chegar para amanhã, dia em que ocorre a tomada de tempo.

O dia foi marcado por uma forte batida do MCR #46 na curva do Laço, próximo das 23h30. A batida foi forte, mas tudo indica que o carro deve ser recuperado. Hoje os tempos ainda são altos, com as equipes poupando equipamento, mas o mais rápido foi o MRX #65 Duratec Turbo de Nilson e José Ribeiro, com 1:02.408.

Veja, abaixo, os tempos de quinta:

Tempos do treino livre de quinta

Apostando no equilíbrio do equipamento, Satti Racing vai com o MCR #71 para as 12 Horas de Tarumã


Buscar uma boa posição de chegada após doze horas de prova, apostando no equilíbrio do equipamento. Este é o objetivo da equipe Satti Racing para a mais tradicional prova de longa duração do país, as 12 Horas de Tarumã, que terá sua largada à meia-noite do próximo domingo.

Apesar do protótipo MCR #71 contar com motor 2.0 8v turbo, em teórica desvantagem técnica frente aos concorrente equipados com 16v, 20v ou até mesmo motores V8 turbo, o equilíbrio do conjunto e a durabilidade do motor, aliados à nova eletrônica MoTec, à preparação de motor da Amboni Racing e ao menor peso permitido pelo regulamento para motores 8v são pontos positivos para a equipe. O ponto fraco ainda é o câmbio, que está subdimensionado frente à potência do motor, sendo que a nova unidade deverá chegar após às 12 Horas.


Os números de uma prova longa impressionam. A equipe deverá conta com dez pessoas, incluindo um membro que irá controlar o ritmo de prova, dividindo com os responsáveis pelo motor, eletrônica e pelos demais itens. A previsão é de utilizar seis jogos de pneus slick.

Sobre dividir a cansativa tarefa apenas entre dois pilotos, Ian Ely declara que pode haver alguma vantagem: "Seremos apenas o Daniel e eu, novamente. Achamos que apesar do cansaço isso trás uma vantagem grande por já conhecermos bastante os sintomas do carro. Estamos nos preparando fisicamente para a prova há meses. Eu com exercícios físicos específicos e bicicleta. O Daniel com kart shifter, que tem muita similaridade com nosso proto."

Já o chefe de equipe, Eduardo "Sattinho", fala sobre a expectativa: "As nossa ideia é testar algumas novidades eletrônicas e validar o conjunto mecânico para o ano que vem, apesar de não estarmos com o câmbio novo ainda estamos com muitas outras coisas novas e sera muito importante este "teste de fogo" que é as 12 horas. Estamos todos muito focados em fazer uma prova melhor que a do ano passado.", disse.

A programação começa na quinta, com treinos livres, que seguem na sexta, dia no qual ocorrerá a tomada de tempo. A largada da prova será à 0h do domingo, 17/12. Ingressos custam R$ 30 (arquibancada) e R$ 70 (acesso box).

A equipe tem o patrocínio de Bocchi Agrobios, Prathauto e Satti Soldas.

Texto: Niltão Amaral
Fotos: William Inácio

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Copa Classic faz a preliminar das 12 Horas de Tarumã pelo décimo ano consecutivo

Última bateria da Classic traz "gostinho" de 12 Horas

Uma tradição que foi criada dentro de outra. Assim pode ser definida a prova da Copa Classic que é realizada como preliminar às 12 Horas de Tarumã.

Disputada pela primeira vez em 2008 (na época ainda chamada Fórmula Classic), a Copa Classic já virou parte praticamente indissociável da mais longeva e com maior duração do automobilismo brasileiro, e estará completando, no próximo sábado, dez das trinta e sete edições das 12 Horas de Tarumã. O público já se programa e chega mais cedo para acompanhar as ferrenhas disputas dos "Velhozes e Furiosos" que enchem a pista no final da tarde e início da noite de sábado em Viamão, como um belo aperitivo para a prova principal, que larga ás 0h de domingo.

E, mais uma vez, a disputa da Classic será feita em três baterias de 25 minutos cada, sendo praticamente uma "mini-prova de endurance, com um curto intervalo entre as baterias, o que exige fôlego dos pilotos e equipes, que precisam revisar e preparar os carros rapidamente para a próxima disputa. E, nesta edição, de 2017, mais um componente promete levar ao limite as máquinas e pilotos: está previsto um fortíssimo calor para o próximo sábado, podendo chegar aos 37 graus celsius.

Sol promete esquentar mais ainda a briga

E o grid, mais uma vez, não decepciona: a previsão é de 22 carros, contando, assim como no restante da temporada, com a Copa Fusca.

A programação da Classic começa com um treino noturno na sexta, às 20h30, e o restante da programação no sábado, com outro treino livre às 13h, a tomada de tempo será às 16h10 e as baterias com largadas às 18h10, 19h10 e 20h10, 25 minutos de duração cada.

Os ingressos custam R$ 30 (arquibancadas) e R$ 70 (acesso aos boxes). A prova terá transmissão ao vivo pelo canal do Curva do S no YouTube.

Abaixo, os prováveis participantes:

Cat. B (radial 1600cc):
#36 - Gol - Nereu Rebechi
#69 - Bianco - Fernando Brock
#90 - Passat - José Maduell
#95 - Uno - Everton Braz/Kiko Brum
#212 - Mini - Andres Rachid (UY)
#555 - Corcel - Barreto/Bilhão

Copa Fusca:
#8 - Fusca - Moacir Fighera
#12 - Fusca - Carlos Guizzo
#18 - Fusca - Silvano Brock
#42 - Fusca EA111 - Daniel Oliveira/Max Cassalha
#98 - Fusca - Rodrigo Dimare

Cat. C (radial 1900cc):
#3 - Passat Flecha - Niltão Amaral
#39 - Uno Bala - Cleiton Krause
#213 - Escort - Gonzalo Alvarez (UY)

Cat. FL (slick):
#6 - Voyage - Rafael Calloni
#7 - Voyage - Paulo Weber
#22 - Gol Urubu - JP Mascarello/Guilherme Rusche
#48 - Escort - Sergio Rocha/Gabriel Miranda
#55 - Fusca - Passarinho
#71 - Opala 6cil - Giacomazzi
#97 - Chevette - Joel Schumann
#310 - Gol - Leovaldo Petry

Texto/foto largada: Niltão Amaral
Foto grid anoitecendo: Betho Giordani