terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Mansel vs. Piquet: o duelo. E tem pilotos gaúchos na produção.


Chegou a hora da peleia

Chegou a tão esperada hora! O duelo das duas lendas da F1, que se encontram na pista após 25 anos, num pega com o novo Fusion, no autódromo gaúcho Velopark.

Irineu Camargo, diretor de prova...

...dá a bandeirada final.

Tem nomes gaúchos no elenco: o diretor de prova é o piloto e preparador Irineu Camargo. Entre os mecânicos da prdução, temos o piloto Guilherme Mariath e o piloto de kart "Maurobala" Rodeghiero, entre outros, além da equipe do Velopark. Legal ver gente nossa numa produção dessas.

A "pancadaria" realmente foi exibida, Mansell começou batendo, e ao final Piquet dá um "totó" no inglês, e vence. Segundo quem participou, a telemetria apontou que Mansell freou para bloquear Piquet.

Achei a edição foi muito "truncada", não deu idéia de sequência nos pegas. Resta saber se as batidas eram parte do roteiro ou se aconteceram ao natural, e se realmente eles estavam guiando nas porradas. No elenco consta o nome de dublês dos pilotos. Há quem diga que os dublês são para takes repetitivos dos carros, para não cansar os astros.

De qualquer forma, foi legal.

E vocês, o que acham? Opinem aí nos comentários.

17 comentários:

  1. O Erlon disse que não eram eles quem estavam guiando...

    ResponderExcluir
  2. Falcatrua Niltão, edição mal feita e até acho que eles não pilotaram. Outra coisa: os carros são verdeiras banheiras kkkkkk e sem amortecedores!

    ResponderExcluir
  3. Na boa? Brochei... paia pra caramba. Muita expectativa pra pouca coisa. Não foi a altura dos pilotos. Já tinha comentado em meu Facebook, que os roncos que foram colocados eram de V6 e V8, menos o original do carro. Estou realmente decepcionado. Pena.

    ResponderExcluir
  4. Na verdade me falaram que grande parte não foram os dois que guiaram. O que achei verídico, por causa de seguro envolvido e tudo mais.

    ResponderExcluir
  5. Bom gurizada...

    Se a coisa terminou com estas coisas políticas e financeiras "proibindo" o real espírito da coisa e ainda colocaram roncos editados... aí sim tem que mandar quem fez a coisa a MERDA e mandar o cara da FORD que autorizou fazer desta maneira mais a MERDA AINDA !

    Usar Dubles????? Vão pro inferno !

    Começaram como se fosse uma puta produção e acaba nesta papagaiada ? Mas vão tudo pra PQP...

    Tinha tudo pra ser um baita Evento, mas sempre tem um corno guampa torta pra fuder a vida...

    Deixa assim...

    Quem se sentiu brochado ou esperava mais, fica ligado pois o Galaxie #79 vai fazer as 12 Horas este ano e podem ter certeza que não vai ter moleza pra Masserati nem pra ninguém da Categoria...

    Aprontem suas câmeras !

    Falou!!

    ResponderExcluir
  6. Pessoal !
    era um comercial e não uma corrida de verdade ....

    Piquet e Mansell andaram e bateram com os carros SIM,
    mostrou até a saída de pista absurda do Piquet,

    os dublês são utilizados pra fazer N tomadas de câmeras ...

    a telemetria é pegação de pé de quem falou ...

    o roteiro era aberto para o 'gran' final

    ResponderExcluir
  7. Fabiani C Gargioni #275 de fevereiro de 2013 23:39

    Eu gostei, mas em parte concordo com o Landau!!!

    ResponderExcluir
  8. Eu achei a edição uma bosta, fiquei surpreso com o amadorismo de se colocar o som do back ground de um V8 ou V6 sem sintonia com as imagens, além da 'amargura' do Piquet, um cara que tem tudo para ser realizado, feliz, e demonstra uma infelicidade, um desprazer na vida que leva impressionante, parece que está 'de mal' com o mundo...

    ResponderExcluir
  9. Bom... Eu gostei da coisa. Porém pelo que se desenhava poderia ser muito melhor. Se fosse sob direção Marcos Moschetta teria sido uma pérola !

    Eu já havia ficado arrepiado quando no primeiro Capitulo no final do video tinha uma ignição e uma acelerada. Até então achei que o ronco era do carro, que tem motor turbo desenhado pra ser turbo, e pode até ter escapamento diferente com este ronco parecido com V6 ou V8.

    Bom, foi uma palinha que poderia ter sido um incêndio nas mão certas...

    Falou!!

    ResponderExcluir
  10. 1:16:35 "...duas banheiras sem amortecedores?..." Fala sério anônimo!!! É um tempo muito bom para um carro de rua, totalmente original e com 1.600 kg. Desculpe, mas acho que tu não tens ideia do que escreveu.

    Michael

    ResponderExcluir
  11. Bá, odiei a edição...
    Continuidade nenhuma realmente: eles estão no final da última volta e do nada se teleportam pro início do circuito de novo!
    Cara bate, passa reto no S e estranhamente não perde tempo, estão sempre juntos...
    Pra mim eles nem andaram junto na pista, só fizeram os takes internos!

    ResponderExcluir
  12. Sim, a edição e direção ficou fake demais. Parece ser norma das agências de publicidade no Brasil, basta ver o Vectra, Veloster... todos tem som de v6 ou v8 nos comerciais.

    ResponderExcluir
  13. Era só o que faltava... Uma máfia ( mais uma ) pra denegrir e ferrar o Automobilismo Nacional...

    É foda...

    ResponderExcluir
  14. Buenas, jah falaram quase tudo.... de minha aprte, fico decepcionado....
    Por outro lado, que for feliz proprietario duma banhera dessas, sinta-se intimado a comparecer no proximo trackday do velopark, e repetir o tempo fake dos dubles. eu estarei lah pra empurrar ou asistir os fusions pelo retrovisor....com um carro com 40 cv a menos.e sem precisar colocar ninguem pra fora!!

    ResponderExcluir
  15. A FORD poderia promover um Track Day com os Campeões e Vices do Automobilismo no RS para divulgar o Fusion. Sem andar junto ou bate bate... mas cada um na sua, um por vez, melhor tempo vence. Porém a única regra é passou pra lá da Zebra perde a volta.

    Falou!!

    ResponderExcluir
  16. Niltão !
    O pessoal dos outros comentários praticamente já falaram tudo.
    Na verdade parabenizo a observação do Lacombe quando a amargura e desajeito do Nelsão. Viram depois na entrevista dos dois? O Nelsão parecia que estava ali contrariado. Todos sabemos que ele é um excepcional piloto, talvez o mais completo que já surgiu no Brasil, mas também parece ser inversamente proporcional o seu azedume. Poderia, por respeito aos seus admiradores, entre os quais me incluo, ser um pouco mais simpático. Perdoem os comentários, mas tinha que faze-los.

    ResponderExcluir
  17. Roberto Giordani 'faço minhas as suas palavras' e vice-versa!

    ResponderExcluir